Integração de ambientes: entenda a necessidade de avaliar as condições estruturais do imóvel

Fique atento ao planejamento e aos cálculos necessários para avaliar as condições estruturais do imóvel antes de iniciar a obra

 

Integração de ambientes: entenda a necessidade de avaliar as condições estruturais do imóvel

Integração virou moda! Quem não quer? Mas, antes de sair derrubando as paredes, certifique-se da ausência de vigas e pilares. Em alguns casos, as estruturas precisam de reforço.

Para derrubar as paredes da casa térrea construída há mais de 40 anos em São Paulo (SP), a arquiteta Marina Adell precisou partir para o uso de reforço metálico junto às estruturas originais, que não apresentavam trincas e puderam ser mantidas. Assim, foi possível atender ao desejo dos proprietários de ter um layout mais moderno, diferente do anterior, separado por alvenarias. A vontade de ter espaços para receber com conforto resultou em uma área social ampla e conectada. O reforço também estimulou outra mudança significativa na obra: um segundo pavimento para o lar, por isso, a atenção com o cálculo de cargas foi redobrada. No andar superior, foi usada alvenaria estrutural de blocos cerâmicos, por ser mais leve e, assim, manter peso adequado sobre a base.

Dica:
Qualquer alteração de estrutura demandará um estudo de cargas do imóvel. O serviço deve ser feito por engenheiro calculista. Não se arrisque a realizar intervenções significativas sem apoio profissional, isso pode render prejuízos.

 

*Produção de texto e edição Monelli Oliveira | Edição de arte Fernando Almeida | Revisão de texto Karina Kobo Bardavira e Gustavo | Felipe dos Santos Ferreira  | Foto Guia da construção econômica – Ed. 4 | Adaptação Kelly Miyazzato.

 

Guia da construção econômica – Ed. 4