Iluminação na sala: veja dicas para deixar o ambiente acolhedor

Texto Monelli Oliveira

Projeto: Gisele Rosa Mahlow

Conforto quase sempre aparece atrelado a iluminação, que, além de auxiliar na claridade, agora tem essa proposta de deixar o ambiente agradável para diferentes situações. No projeto da leitora Sandra Annes, de Campinas, a arquiteta contratada sugeriu iluminar a estante feita em MDF com fita de LED (4,8 W) de 2.700 K, que confere luz mais fria, e algumas dicroicas embutidas nos nichos (R$ 21,50 cada). “A ideia era que a marcenaria também fosse um ponto de iluminação e que os objetos e pratos que colecionamos ficassem destacados”, comenta Sandra. Já no forro de gesso, a iluminação foi embutida em rasgos de 2,10 x 0,20 m. As lâmpadas usadas são tubulares fluorescentes, modelo T5 830 , que saíram por R$ 12,50 a unidade, na Bonaluce, em Campinas.

Na sala do Danylo e da Marina, a escolha foi por lâmpadas tubulares T5 (14 W) – que são mais em conta do que as lâmpadas de LED, porém economizam menos – e também promovem iluminação indireta, atrás do painel da TV. O tom amarelado, de acordo com o arquiteto Elcio Yokoyama, que orientou a decisão, é para dar contraste com o piso amadeirado e trazer o aconchego que o casal queria. Para a iluminação central foram usados plafons de embutir (R$ 105), com lâmpadas direcionáveis Superled 6 W PAR-20 (R$ 104,90 cada).

 

 

Revista Construir Mais por Menos Ed. 67